Propaganda para mulheres (by Carlos)

A gente pode aprender muito sobre as pessoas através da propaganda.
Os publicitários e marketeiros gastam um bom dinheiro em pesquisa para conhecer o público-alvo de seus produtos, entender suas necessidades, estudar suas atitudes e aprender sua linguagem.
E tudo isso, está resumido, de forma subliminar, num bom comercial de 30", num anúncio de revista ou em qualquer outra peça publicitária bem produzida.
Então, observar as mensagens dirigidas para o público feminino talvez seja uma boa oportunidade para conhecer melhor nosso target.
A primeira coisa que chama a atenção é a enorme quantidade de comerciais prometendo o bom funcionamento do intestino.
A não ser que os grandes fabricantes estejam jogando um caminhão de dinheiro pela janela, me parece possível concluir que as garotas tem dificuldade para fazer o que educadamente se convencionou chamar de "número 2".
Fácil entender.  É uma coisa que não combina com a delicada, perfumada e sedutora auto-imagem feminina.
Enquanto os garotos informam aos colegas em bom som que vão "soltar um barro" e, dependendo do resultado, compartilham sua proesa, as meninas afirmam que vão retocar a maquiagem e desenvolvem artifícios interessantes para evitar que se suspeite de suas reais intenções, como deixar a torneira aberta e derrubar coisas no chão.
Um amigo, mais experiente, costumava dizer que um verdadeiro cavalheiro, quando viaja com uma mulher, faz questão de sair do quarto do hotel de manhã cedo para comprar o jornal enquanto a dama se banha, mesmo que o jornal seja em chinês.
A dificuldade da mulher para aceitar com naturalidade essa necessidade fisiológica também fica explícita na linguagem dos comerciais e na elegância do nome dos produtos.  Raras são as alusões diretas ao problema.  Não me lembro de haver visto qualquer menção a um banheiro num comercial feminino para prisão de ventre.
Fosse um comercial para homens, com toda a elegância, o sujeito estaria saindo do banheiro com uma cara orgulhosa segurando uma caixinha de "cague-fácil" na mão. Bateria com a caixinha no canto da testa e daria um sorriso para camêra dizendo algo como "missão cumprida".
Também podemos identificar outros detalhes interessantes em comerciais de produtos distintos.
Alguém já viu um comercial de eletrodomésticos para mulheres mencionar a potência do motor da máquina ?
Isso só acontece nos informerciais (tipo Polishop), dirigidos para o público masculino.
Um comercial de máquina de lavar roupas para o público feminino costuma ressaltar a estética da máquina, o fato do modelo ser novo (quer mulher resiste ?) e seus inúmeros programas que incluem, é claro, um para roupas delicadas (lingeries).
Se fosse feito para homens, mencionaria a potência, a durabilidade e a economia, ressaltando o fato de ter um programa único: é só jogar a roupa lá dentro, colocar sabão e apertar o botão.
Um anúncio de geladeira ressalta o acabamento moderno e o espaço interno com lugares especiais para cada uma das coisas que ela pode pensar em guardar la dentro.  E é capaz de apontar para o fato de que, com uma geladeira nova tão bonita ela vai precisar trocar os armários da cozinha, como uma "vantagem" do produto.
Um homem só quer comprar geladeira uma vez na vida e a única possível preocupação com o espaço interno seria saber quantas latas de cerveja consegue acomodar.  Consumo de energia, durabilidade e garantia seriam os fatores diferenciais além de, é claro, o preço.  E a primeira coisa que irá fazer é verificar se cabe no espaço reservado para ela entre os armários que ele, obviamente, nunca pensará em mudar.
Pude observar que os únicos comerciais semalhantes em linguagem e promessas, para homens e mulheres são os de perfume, ainda que com uma sutil diferença.  Mas o comercial termina antes da diferença ficar explícita ...

12 comentários:

  1. e viva as diferenças! Tão bom saber q alguem vai se preocupar com a potencia do motor...rs

    ResponderExcluir
  2. Bom demais, "Carlos"!

    E vá tentar entender a alma feminina...

    Decididamente somos de outro planeta mesmo...rs

    ResponderExcluir
  3. os comerciais destinados ao homens sempre são mais simples, com mensagens mais diretas...por que será??

    ResponderExcluir
  4. Eu tomo Naturetti e posso ti falar que minha pele e meu humor fica bem próximo ao da mina da foto(pois o meu gênio é phoda).
    Báh eu lembrei do post que carinhosamente chamo de post do "brocha" haushaushahsuasa :P
    Mulher é tipo assim, mas ao invés de brochar o intestino prende (sacou?!)
    Colocamos uma roupa e ele olha com uma cara de liquidificador.Pronto, tô gorda.Intestino prende..
    Liga no celular dele e só da caixa postal... Pronto, tá com outra. Intestino prende...
    Ambiente diferente? Xiii intestino prende.
    No frio então!!! Mas báh!!! Só de pensar naquela privada gelada.Intestino prende...
    Mas sem parar pra pensar que é um nojo (néh?!).
    Agora uma coisa que me irrita e me deixa louquinha da silva sauro é comercial de absorvente.
    Que mina vai pra balada e pula que nem cabrito com um trem daqueles no meio das pernas (hu hu hu).
    Se fosse comercial de o.b da johnson até acredito, porque da uma certa liberdade considerável.Mas pow dançar loucamente com um INTIMUS GEL ah táh e eu sou a cocótinha...
    Aquele troço é enorme!É feito pra xanona haushuahsuahsuahsa :P
    Nem todo comercial corresponde com a realidade da mulher não viu.E tenho dito.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o texto, adorei o 'missão cumprida' rss.

    Tenha um bom dia!

    ResponderExcluir
  6. Excelente crônica do Carlos.
    Divertidíssima!

    Essa coisa aí(nº2), a gente sublima e finge que não faz...
    :)

    Rossana

    ResponderExcluir
  7. Mto legal.

    Um cara q foi meu vizinho ria mto com esse tema, passou 15 dias acampados com a namorada e disse: eu jurava que era lenda isso, mas a minha mulher nao caga!! e a moça ficava toda vermelha.

    ResponderExcluir
  8. Fato : os homens apreciam esse assunto na mesma proporção em que as mulheres o detestam.

    Vamos combinar que detestá-lo faz muito mais sentido do que apreciá-lo, e isso nem está em discussão.

    Li, em algum lugar, que uma das semelhanças entre as mulheres e os gatos, é que ambos tentam esconder o fato de que fazem o número 2...rs. As demais tem a ver com não deixar o cara dormir e pensar que todas as vezes em que ele se senta no sofá, está oferecendo seu colo.

    Gostei muito do post, tão real que irrita!

    Beijo, beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  9. Caraca! Adorei!
    Incrível mesmo é imaginar que um homem (Carlos) teve um pensamento como esse, descobrir segredos femininos através dos comerciais!
    GENIAL...
    Bjs doces!

    ResponderExcluir
  10. E homem lá tem prisão de ventre???!!!

    ResponderExcluir
  11. Hummmmmmm, que legal seu post ...

    Tão bom poder acreditar nessas diferenças ...

    E viva as diferenças!!

    ResponderExcluir
  12. Sabe, eu nunca tinha pensado nessas coisas. Mas vc tá certo, adorei as observações. Mas "cague-fácil" é terrível! rs. Sugiro algo como "cagol" rsrs.
    Beijos.

    ResponderExcluir